Entretenimento
IMG-2921
Dubai com crianças

Acabei de voltar com a minha família de uma viagem sensacional pro Japão, logo mais farei um post também, mas primeiro… Preciso falar de Dubai.

Como a viagem de avião até o destino final era longa demais, decidimos ficar três dias em Dubai para retomar as energias e estabilizar o jet lag, aproveitando para conhecer um país muçulmano. Existia uma curiosidade mórbida sobre como seria a vida em um país islâmico e Dubai cai como uma luva, pois é o mais tourist friendly de todos. Pois arrumei a mala com o modelito saia longa e lenço para cobrir os cabelos verdes e não faltar com o respeito ou provocar ninguém. E lá fomos nós para a aventura.

Dubai faz parte dos Emirados Árabes Unidos, que é uma federação de monarquias absolutas hereditárias árabes. A família Al Maktoum o governa desde 1833 e atualmente tudo está sob administração de Mohammed bin Rashid Al Maktoum, que é o primeiro-ministro, vice-presidente dos Emirados Árabes Unidos, emir de Dubai e comandante das forças armadas de todo o país.

Chegamos na cidade e logo vi vários turistas de short, saia curta e regata - faziam 45 graus à sombra, mas essa vestimenta, assim como consumir álcool, são hábitos permitidos somente aos turistas. Certamente esta norma foi criada para que os estrangeiros se sentissem à vontade, visto que a ideia de que Dubai seja uma capital cosmopolita é fato. Porém, isso me causou uma repulsa ainda maior do que se fosse totalmente proibido: por que eu posso e aquela mãe, depois de um dia inteiro cuidando dos filhos, não pode tomar uma cervejinha pra relaxar? Ou por que eu posso e aquela menina de 13 anos tem que andar toda coberta de preto em pleno calor estarrecedor? Ou ainda, uma mulher no restaurante precisa levantar discretamente o paninho sobre o rosto e levar a comida à boca meio que se escondendo, para que ninguém veja uma pequena parte do seu rosto?

Por que essa diferença abissal entre nós, se somos todas iguais!? Isso para mim é uma violência, por mais que tentem me explicar que é uma escolha delas, não acho que exista escolha quando você é educada desde criança acreditando que isso é o “certo”. São situações complicadas para explicar para os nossos filhos e não sei o quanto eles conseguiram compreender, mas pessoalmente achei uma experiência violenta.

De toda forma, apesar dos extremos, tentamos aproveitar ao máximo a cidade e conhecer todo o possível em três dias, já que não tenho a menor vontade de voltar àquele lugar.

Vamos às dicas de passeios em Dubai, caso você tenha a brilhante idéia de descansar uns dias antes de continuar sua viagem para algum outro lugar. Antes de mais nada é importante deixar claro que Dubai é um pseudo-Orlando: são exatamente as mesmas lojas, parques e restaurantes. Logo, se você for escolher um lugar pra visitar, vá pra Orlando que é mais perto, original e bem mais legal que Dubai.

No primeiro dia fomos reconhecer o terreno, fomos à praia em Jumeirah Beach, na piscina do hotel e o mais chocante era a temperatura da água. Na piscina tinha uma placa que informava que alí estava 32 graus e fora d’água 44. Só que a água do mar era ainda mais quente que a da piscina, imaginem algo entre 32 e 40 graus. E logo eu, que amo água quente, fiquei apaixonada por aquele mar, mas era um pouco aflitivo não ter onde nem como se refrescar. De qualquer forma as crianças se divertiram naquela água quente como banheira.

Depois fomos no shopping The Dubai Mall onde fica o Dubai Aquarium & Underwater Zoo e jantamos no The Cheesecake Factory, o restaurante onde a Penny do seriado Big Bang Theory trabalhava, ótima comida e não tem erro em nenhum lugar do planeta. Alí também fica o Burj Khalifa, o prédio mais alto de Dubai. Trata-se de um projeto de 1,5 bilhão de dólares com 828 metros de altura e 160 andares. No shopping também tem uma dança de luzes com música que pode ser vista da lua. Legal mas meio truque – na verdade, no calor de 40 graus, qualquer show do lado de fora não fica tão agradável…

IMG-2922

No segundo dia fomos para o deserto. É um passeio bem legal e o preferido de todos em nossa estadia. Fomos de 4/4 pelas dunas, assistimos o pôr-do-sol, fizemos sand boarding, tiramos fotos com um falcão, andamos de camelo, jantamos em um acampamento no meio do deserto e assistimos um show com uma dançarina de dança do ventre, que aliás era brasileira. Me senti no filme “Os Caçadores da Arca Perdida”, do Indiana Jones.

IMG-2852

No terceiro dia fomos esquiar. Sim, é isso mesmo! O local se chama Ski Dubai e é uma geladeira gigante de 22.500 m2 e 85 metros de altura dentro do shopping Mall of the Emirates. Lá tem brinquedos de neve, tobogãs, teleférico, tem até pinguins de verdade lá dentro, é inacreditável! Faz até 4 graus negativos lá dentro e, mesmo com as roupas que eles fornecem, eu morri de frio. Meu rosto quase congelou depois de um par de horas dentro do Ski Dubai.

skydubai

Sim, aproveitamos bastante mas já estavamos loucos para continuar viagem. Lembra no início que falei que parecia Orlando? Então, ainda tem uma lista de parques em Dubai que não fizemos porque havíamos ido há pouco pra Disney - não perca o nosso post com as dicas de Orlando AQUI.

Se você entrar na pilha de visitar os parques, Dubai tem para todos os gostos: são vários parques da água como o Aquaventure Atlantis, o Laguna, Iceland, Wild Wadi Waterpark, e além de Legoland, KidZania, Warner Bros, IMG Worlds of Adventura e o Parque da Ferrari, entre outros. Mas melhor deixar pra fazer esse passeio em Orlando onde você não se sente tão intimidado.

PS: Tem uma coisa estranha em Dubai que preciso contar. O céu lá não é azul, ele tem essa cor cinza da foto acima que parece nublado mas não é. Isso acontece devido às particulas de areia do deserto no ar. Bem esquisito e difícil de se acostumar.

Cantora, compositora, atriz, apresentadora de TV, blogueira, mãe e geek.